Índice de Artigos



 1. Quais são os requisitos para me tornar piloto ?

  • Idade mínima: 17 anos completos
  • Escolaridade: 2° Grau completo (Atual Ensino Médio)
  • Ser aprovado no Exame Teórico ou estar matriculado em curso teórico homologado pelo ANAC


2. Quais são os documentos para matrícula no curso prático ?

  • 01 Foto 3X4 (pode ser em mídia)
  • Certificado de conclusão do curso teórico ou Certificado de Conhecimentos Teóricos (CCT)
  • Caderneta Individual de Voo (CIV)
  • Entregar na secretaria cópia dos seguintes documentos:
    • Cédula de Identidade
    • Certificado de Conclusão e Histórico Escolar do 1° Grau (ou equivalente)
    • Título de Eleitor
    • Certificado de reservista ou comprovante de Alistamento
    • Certificado Médico Aeronáutico (CMA) - Para PP o CMA é de segunda classe - Para PC o CMA é de primeira classe


3. Qual o caminho para ser Piloto Comercial ?

  • Possuir a Licença de Piloto Privado
  • Ser maior de 18 anos
  • Possuir 2º grau completo (Ensino Médio)
  • Ter realizado curso teórico de Piloto Comercial em escola homologada pela ANAC
  • Ter sido aprovado no exame teórico de Piloto Comercial em banca de exame da ANAC
  • 150hs de voo no mínimo, e de acordo com o Manual de formação do Piloto Comercial da ANAC
  • Certificado Médico Aeronáutico (CMA) de primeira classe


4. Fazendo o curso de Piloto Privado, fico dispensado serviço militar ?

Sim, conforme abaixo:

SERVIÇO MILITAR (Portaria ministerial nº 1054/GM-3 de 3/09/79).

Aprova as instruções para controle de Serviço Militar dos Alunos e Pilotos formados pelas Escolas de Aviação Civil e Outras Organizações controladas pelo Ministério da Aeronáutica.

O Ministro de Estado da Aeronáutica, usando das atribuições que lhe confere o item II, artigo 85 da Constituição, tendo em vista o disposto no Parágrafo Único do Artigo Primeiro do Decreto nº 57.564, de 20 de janeiro de 1966 ( Regulamento da Lei do Serviço Militar ) e considerado o que consta no Processo MAer nº 14-01/614/79. RESOLVE:

Art 1º - Aprovar as instruções, que com esta baixa, para Controle do Serviço Militar dos Alunos e Pilotos formados pelas Escolas de Aviação Civil ( de Pilotagem e técnico profissionais ), Sociedades Aero desportivas, Aeroclubes, e outras Organizações controladas pelo Ministério da Aeronáutica.

Art 2º - Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogado o Aviso nº 002/GM3, de 01 de fevereiro de 1.967 e demais disposições em contrário. Délio Jardim de Mattos. Os brasileiros matriculados em Escolas de Aviação Civil e outras Organizações controladas pelo Ministério da aeronáutica, ao atingirem a idade para a prestação do Serviço Militar Inicial, devem:

1. Se não alistados - alistar-se em Organização Militar do Ministério da Aeronáutica;
2. Se alistados - requerer ao Comandante do Comando Aéreo Regional correspondente Adiamento de Incorporação, o qual pode ser concedido pelo prazo máximo de 2 ( dois ) anos; e
3. Se alistados em outra Força Armada, requerer ao Comandante da Região Militar ou do Distrito Naval, transferência de Alistamento, como preferência da Aeronáutica, e, após ser efetivada a transferência de alistamento, requerer ao Comandante do Comando Aéreo Regional, Adiamento de Incorporação, o qual pode ser concedido pelo prazo máximo de 2 (dois) anos.

Art 3º - Ao concluírem o curso com aproveitamento, recebem o Certificado de Dispensa de Incorporação do Serviço Militar Inicial, ficando em "Situação Especial", sendo cadastrados pelo Comando Aéreo Regional, Pela ANAC e pela Diretoria de Administração do Pessoal.
Parágrafo Único - No caso de desligamento ou interrupção do curso, por qualquer motivo, ficam obrigados: o Diretor da Organização comunicar, imediatamente, este fato ao Comandante do Comando Aéreo Regional correspondente e o alistado a se apresentar à Seção Mobilizadora a qual estiver vinculado para fixação de data de incorporação em Corpo de Tropa da Força Aérea Brasileira.

Art 4º - Os formados nos cursos dessas Organizações e que já possuírem Certificado de Reservista de outras Forças Armadas devem requerer ao Comandante da Militar ou do Distrito Naval, a transferência de Reserva e, após despacho favorável, serem cadastrados pelo Comando Aéreo Regional, pelo ANAC e pela Diretoria de Administração de Pessoal.

Fonte: Comando da Aeronáutica.
IV COMANDO AÉREO REGIONAL SERVIÇO REGIONAL DE RECRUTAMENTO E MOBILIZAÇÃO.



5. Qual o significado de PP ?

Piloto Privado, podendo ser de Avião ou de Helicóptero.



6. Qual o significado de PC ?

É a abreviação de Piloto Comercial, podendo ser de Avião ou de Helicóptero. O caminho para obter-se a Licença de Piloto Comercial começa com a conclusão de todo o processo para a obtenção da licença de Piloto Privado. Após encerrada com sucesso a conquista da licença de piloto privado, o aluno terá que obter o CMA de primeira classe, realizar e ser aprovado no curso teórico de Piloto Comercial homologado pela ANAC, realizar e ser aprovado na banca de exame teórico da ANAC para obter o seu CCT, e então realizar com aproveitamento satisfatório, as horas de voo dispostas no manual de formação do piloto comercial, editado pela ANAC. Somente ao final deste longo processo, o aluno poderá realizar a sua avaliação prática final junto a um INSPAC (Inspetor da Aviação Civil), ou então um Examinador Credenciado de sua Escola, sendo aprovado terá direito a sua licença de piloto comercial.



7. Qual o significado de VFR ?

É a abreviação de "Visual Flight Rules", regras de voo visual, ou seja, quando você estiver voando em condições visuais (VMC - Visual Meteorological Conditions), você deverá seguir ou as regras de voo visual (VFR) ou as regras de voo por instrumentos (IFR) .



8. Qual o significado de IFR ?

IFR é um designativo para regras de voo por instrumentos (Instrument Flight Rules) ou seja, quando você estiver voando em condições sem condições de estabelecer contato visual com o solo, por exemplo, voando dentro de nuvens, ou em meio a chuva, neste caso você estará voando apenas pela observação de seus instrumentos de voo (IMC - Instrument Meteorological Conditions), sendo assim você deverá seguir obrigatoriamente as regras de voo por instrumentos (IFR).
É um curso que obrigatório para tornar-se piloto comercial. O modo de voo IFR não deve ser confundido com IMC (Instrument Meteorological Conditions), sendo o IFR um conjunto de regras que definem o cenário para que o voo seja conduzido em condições VMC ou IMC. No voo IMC o piloto conduz a sua aeronave a partir da observação exclusiva dos instrumentos de voo da aeronave, sem o auxílio de contato visual externo, isso no caso de estar realizando o voo dentro de nuvens ou com qualquer outro tipo de restrição a visibilidade, no qual se impeça o piloto de enxergar o solo. O voo conduzido pelas regras IFR, é uma das formas mais segura de voar.



9. Em que momento posso iniciar as aulas práticas de voo ?

As aulas práticas de voo só poderão ser iniciadas após a apresentação do Certificado Médico Aeronáutico (CMA) de segunda Classe, obtido em um Hospital da Aeronáutica, ou então em um dos Médicos credenciados pela ANAC, e também a apresentação do Certificado de Conhecimentos Teóricos (CCT), obtido após a aprovação em um exame teórico realizada em uma das bancas de exame da ANAC.
O número mínimo de horas necessárias para a conclusão do curso prático dependerá da frequência de voo e aptidão pessoal de cada aluno, não podendo ser nunca inferior a 40 (quarenta) horas de voo.
Para a realização das aulas práticas de voo, o aluno deverá marcar com antecedência, dia e hora, na Secretaria da Escola ou através do telefone (0XX16) 3322-2878.



10. Qual o período de funcionamento da Escola ?

A Escola opera de Segunda a Domingo no horário das 08:00hs às 12:00hs e das 13:30hs às 18:00hs (Inclusive aos feriados). No caso de dúvida consulte a secretaria no horário comercial, através do telefone (0XX16) 3322-2878.

Treinamento na medida de suas necessidades